Editora Abril que edita a VEJA especialista em semear ódio contra Dilma e Lula está falida e bancos afastam os Civita do comando



Responsável pela revista Veja, que ajudou a semear a campanha de ódio contra a presidente deposta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, a Abril acaba de anunciar seu novo comando: a consultoria Alvarez & Marsal, especializada na reestruturação de dívidas de empresas em situação pré-falimentar; o jornalismo de guerra de Veja contribuiu para a destruição da própria economia brasileira, que encolheu quase 10% nos últimos quatro anos; com a mudança, os irmãos Giancarlo e Victor Civita foram afastados do comando e a empresa deve fechar várias publicações


20 DE JULHO DE 2018

A Editora Abril, que publica a revista Veja e ajudou a semear o discurso de ódio no Brasil contra a presidente deposta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, foi à lona. Prova disso é o afastamento da família do comando e a contratação de uma consultoria especializada na recuperação de empresas em situação pré-falimentar. "O novo CEO da Abril será o executivo Marcos Haaland, da consultoria Alvarez & Marsal. A A&M foi contratada para ser a responsável pela reestruturação da Abril, a partir da saída da família Civita do comando executivo do grupo", informa o jornalista Lauro Jardim.

O jornalismo de guerra de praticado por Veja nos últimos anos contribuiu para a destruição da própria economia brasileira, que encolheu quase 10% nos últimos quatro anos, reduzindo o poder de anunciantes públicos e privados. Além disso, a empresa vem sendo prejudicada pelas novas tecnologias, que mudam a forma como as pessoas consomem informação.

Os irmãos Giancarlo e Victor Civita foram afastados do comando e a empresa deve fechar várias publicações – o que gera grande apreensão entre seus profissionais. No mercado, o afastamento dos Civita e a entrada da Alvarez & Marsal foi visto como a pá de cal na empresa. Isso porque um executivo de uma consultoria especializada em recuperação de créditos podres dificilmente terá traquejo para atrair anunciantes privados para as publicações da empresa. Na prática, chega ao fim a era Civita e a Abril cai em poder dos banqueiros.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]