Leonardo Boff: Sérgio Moro tem algum parentesco psíquico com Trump


 "O juiz Moro tem algum parentesco psíquico com Trump. Este é destituído de qualquer sentido ético. Aquele de qualquer sentido do direito. Ainda é tomado por uma mania persecutória a Lula, mesmo estando fora de seu país", disse o teólogo e escritor Leonardo Boff


11 DE JULHO DE 2018

O teólogo e escritor Leonardo Boff bateu duro em Sérgio Moro, ao compará-lo com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

"O juiz Moro tem algum parentesco psíquico com Trump. Este é destituído de qualquer sentido ético. Aquele de qualquer sentido do direito. Ainda é tomado por uma mania persecutória a Lula, mesmo estando fora de seu país", escreveu o estudioso no Twitter.

Moro, de primeira instância jurídica, voltou a sofrer uma avalanche de críticas, após ordenar à Polícia Federal o não cumprimento da soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinada no último domingo (8) pelo desembargador da segunda instância Rogério Favreto, que estava de plantão no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4), sediado em Porto Alegre. O juiz Carlos Eduardo Thompson Flores, presidente do tribunal, manteve a prisão de Lula.

O ex-presidente foi condenado sem provas na primeira instância - por Moro - no processo do triplex em Guarujá (SP). O próprio Ministério Público Federal admitiu, em 2016, que não havia "prova cabal" de que o ex-presidente era o proprietário do apartamento.

Segundo alegaram procuradores na época, Lula receberia um imóvel reformado da empreiteira OAS. Mas outro detalhe é que, em janeiro deste ano (2018), a Justiça do Distrito Federal determinou a penhora dos bens da construtora, dentre eles o triplex atribuído ao "cacique" do PT pela Operação Lava Jato.

Trump, citado por Boff, revelou algumas posições polêmicas, conservadoras, como pena de morte para quem matar policiais nos EUA, e adotou a política imigratória conhecida como "tolerância zero", que prevê processo judicial para quem entrar sem a devida documentação no país e, por consequência, pais ficam separados dos filhos.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]