Lula 100 dias como preso político, crescendo mais ainda nas pesquisas e deixando os golpistas loucos



Prestes a completar, nesta segunda-feira, 100 dias como preso político, condição reconhecida pela Fundação Internacional de Direitos Humanos, o ex-presidente Lula continua desafiando seus algozes a apresentar uma prova contra ele; como ela ainda não apareceu, Lula se mantém líder isolado nas pesquisas, com cerca de 35% das intenções de voto e cria um novo impasse para os golpistas, que tentam golpear mais uma vez a democracia para promover uma eleição de fachada no Brasil, sem a sua participação

15 DE JULHO DE 2018

Prestes a completar, nesta segunda-feira, 100 dias como preso político, condição reconhecida pela Fundação Internacional de Direitos Humanos, o ex-presidente Lula continua desafiando seus algozes a apresentar uma prova contra ele. Como ela ainda não apareceu, Lula se mantém líder isolado nas pesquisas, com cerca de 35% das intenções de voto e cria um novo impasse para os golpistas, que tentam golpear mais uma vez a democracia para promover uma eleição de fachada no Brasil, sem a sua participação.

Leia, abaixo, o Boletim da Resistência Democrática:

Boletim 146 - Comitê em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba - 14/7/2018 - 21h

1.    O Brasil precisa ser feliz de novo. E vai ser feliz de novo. A Vigília Lula Livre está há quase 100 dias em Curitiba defendendo a justiça e a democracia no Brasil, exigindo a liberdade do melhor presidente que o Brasil já teve. Assista ao vídeo, contribua com a vaquinha da Vigília e ajude a resistência a se manter: https://www.facebook.com/vigilialulalivre/videos/242830309778368/
2.     

2. Além dos atos que ocorreram por todo o Brasil no Dia Nacional de Luta por Lula Livre, nesta sexta-feira (13), grupos também se mobilizaram em Portugal e na Inglaterra, exigindo a liberdade do ex-presidente e condenando a atuação partidarizada de setores do Judiciário, especialmente do juiz Sérgio Moro. Em Portugal, ocorreu ato na praça Camões, em Lisboa, com a deputada portuguesa Joana Mortágua e o deputado Antônio Filipe, que defenderam a liberdade de Lula. Em Londres, o Comitê Lula Livre UK participou da passeata contra a visita do presidente norte-americano Donald Trump. Leia mais: http://www.pt.org.br/dia-de-luta-por-lula-livre-tem-adesao-em-portugal-e-inglaterra/

3. Um grupo de aproximadamente 70 artistas que defendem a liberdade de Lula, entre escritores, cartunistas e poetas, encabeçados por Ademir Assunção e Marcelino Freire, se reuniu para criar um livro intitulado "LulaLivre". O trabalho com lançamento previsto para o final de julho irá contar com nomes como Augusto de Campos, Aldir Blanc, Frei Betto, Chico Cesar, Laerte, Caco Galhardo, Carlos Rennó e Xico Sá. Saiba mais: http://www.pt.org.br/artistas-brasileiros-se-unem-em-livro-por-lula-livre/

4. A Vigília chegou ao seu 99º dia com atividades culturais e políticas. Pela manhã, o bom dia ao presidente Lula contou com a presença da Caravana do MST Dom Thomáz e depois foi realizada uma oficina de comunicação, luta e fotografia com o coletivo Mídia Ninja. Pela tarde foi realizada uma roda de conversa sobre "O Ataque aos Direitos Sociais", com Lúcia Côrtes da Costa, professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Boletim 146 - Comitê em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba - 14/7/2018 - 21h


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]