Sérgio Moro e Gebran Neto participam de evento organizado por Rosângela Moro



Juízes do caso Lula na primeira e segunda instância fizeram palestra em um encontro médico por “iniciativa” da esposa do magistrado de Curitiba


08/08/2018 - Juízes de Lula no processo que o condenou injustamente, Sérgio Moro e o desembargador doTRF-4 João Pedro Gebran Neto foram colegas de palco em um evento promovido por Rosângela Wolff Moro, esposa do juiz de Curitiba. O caso veio a público em primeira mão pelo Jornal GGN.

Ambos fizeram palestras no encontro de Fórum de Doenças Raras, parte do 17º Congresso Paranaense de Pediatria que ocorreu em Curitiba no final de semana do dia 4 de agosto. Conforme informou a Associação Niemann-Pick Brasil (ANPB) nas redes sociais, o evento foi “iniciativa” de Rosângela. Ela também atua como advogada da associação e de outra entidade listada como “apoiadora” do evento.

Não é a primeira vez que a senhora Moro atua de eventos com a presença do marido. No início deste ano, inclusive, ela abriu uma empresa de palestras com outros dois sócios, um deles acusado por Rodrigo Tacla Durande liderar um suposto esquema de vantagens em troca de delações premiadas.

Vale lembrar que Tacla Duran é a testemunha indicada pela defesa de Lula e que Moro se negou a ouvir. No início da semana, a Interpol retirou o nome do advogado da lista de procurados por entender que Moro violou as regras internacionais nas decisões sobre ele. De acordo com a Interpol, a conduta do juiz lançou dúvidas sobre a existência de um julgamento justo contra o ex-funcionário da  Odebrecht.

Mas se Moro não quer nem ouvir falar de Tacla Duran, sua relação com Gebran vai além muito além do coleguismo. Circula na imprensa que Moro e Gebran são “bons amigos” há pelo menos vinte anos. Tanto o juiz federal do Paraná quando o desembargador do TRF-4 trocaram reverências em obras jurídicas que publicaram.O desembargador costuma ratificar todas as decisões do juiz da 13ª Vara de Curitiba.

O casal Moro já foi visto em eventos fora do país da revista Forbes, da Câmara Americana de Comércio e do Lide, empresa de João Doria – com quem o juiz e sua senhora posaram sorridentes em certa ocasião. Em pouco mais de um ano e meio, Moro fez 22 aparições em eventos no Brasil e no exterior. Mas o Portal da Transparência do TRF-4, registra apenas dez desses cursos ou palestras.

O evento é mais um entre tantos que acende o sinal amarelo na lisura de ambos para julgar Lula. Independente da nobreza do gesto, chama atenção a proximidade entre dois magistrados responsáveis por um mesmo caso em duas instâncias diferentes.

Da Redação Agência PT de Notícias

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]