Fiasco do golpe: Brasil fica em último lugar em ranking de crescimento de 47 países


Beto Barata/PR

O golpe PSDB-MDB, que derrubou a presidente Dilma Rousseff e instalou Michel Temer no poder, para que este executasse o programa tucano, colocou o Brasil na última posição do mundo em matéria de crescimento econômico; é por isso mesmo que Geraldo Alckmin, candidato preferencial do golpe, não decola


1 DE SETEMBRO DE 2018

O golpe PSDB-MDB, que derrubou a presidente Dilma Rousseff e instalou Michel Temer no poder, para que este executasse o programa tucano, colocou o Brasil na última posição do mundo em matéria de crescimento econômico. É por isso mesmo que Geraldo Alckmin, candidato preferencial do golpe, não decola. "O Brasil ficou na lanterna no ranking do crescimento econômico do segundo trimestre, conforme compilação com dados de 47 países feita pela agência de classificação de risco Austin Rating. O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro avançou 1,0% em relação ao segundo trimestre de 2017, informou mais cedo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O destaque na compilação foi o crescimento da Índia, cujo PIB do segundo trimestre ficou 8,2% acima do verificado em igual período de 2017", informa o jornalista Vinícius Neder.

"O desempenho do Brasil foi igual ao do Japão, em 46.º lugar no ranking, e pouco abaixo do da Itália, com avanço de 1,1% ante o segundo trimestre de 2017. Bélgica e Reino Unido, com crescimento de 1,3%, também ficaram para trás. No topo do ranking, a Índia cresceu acima da média das projeções de analistas, que apontava para um avanço de 7,6% no PIB do segundo trimestre ante igual período de 2017. O resultado também mostra aceleração em relação aos 7,7% registrados entre janeiro e março, ante o primeiro trimestre de 2017", diz sua reportagem.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]