156 empresários estão envolvidos no escândalo de Caixa 2 de Jair Bolsonaro


 Foto Fernando Frazão/Agencia Brasil

"As pessoas vão ser chamadas a depor. Ele deixou rastro e nós vamos atrás”, afirmou o deputado reeleito Paulo Teixeira (PT/SP)

18/10/2018

O deputado federal reeleito Paulo Teixeira (PT/SP) afirmou em sua conta no Twitter que 156 empresários estão envolvidos no pagamento de empresas para divulgar fake news para a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). “Temos a informação de que 156 empresários estão envolvidos nesse escândalo. As pessoas vão ser chamadas a depor. Ele deixou rastro e nós vamos atrás”, afirmou o petista, que é formado em Direito.

Reportagem de Patrícia Campos Mello, na Folha de S.Paulo desta quinta-feira (18), que revela que um grupo de empresários – entre eles Luciano Hang, dono da Havan – está contratanto empresas para disparar fake news contra o PT para beneficiar a campanha de Bolsonaro está provocando uma avalanche de representações na Justiça contra a candidatura do capitão da reserva.

Fernando Haddad (PT), candidato à Presidência da República, afirmou pelo Twitter que vai pedir a abertura de investigação sobre o suposto caixa 2 usado por Jair Bolsonaro (PSL) para financiar a disseminação de fake news pelo Whatsapp. Um grupo de juristas pela democracia também já está trabalhando em um processo. Pelas redes sociais, o deputado Jean Wyllys (PSol/RJ) afirmou que já protocolou representação junto ao TSE. O PDT, de Ciro Gomes, também deve pedir a impugnação da candidatura de Bolsonaro na Justiça Eleitoral.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]