Jornal francês Le Monde afirmou que Sérgio Moro e a Lava jato abriram caminho para a ascensão da extrema-direita e a candidatura de Jair Bolsonaro


 O jornal francês Le Monde afirmou nesta sexta-feira, 26, que o juiz Sérgio Moro e a operação Lava Jato abriram caminho para a ascensão da extrema-direita e a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL); "Na origem da operação "Lava Jato", que, a partir de 2014, divulgou um amplo sistema de corrupção envolvendo os caciques da política e dos negócios, o juiz é, indiretamente, o arquiteto da ascensão dessa extrema direita nostálgica do regime militar (1985-1964)", diz o Le Monde



26 DE OUTUBRO DE 2018

O jornal francês Le Monde publicou nesta sexta-feira, 26, uma extensa reportagem sobre o quadro político do Brasil às vésperas das eleições presidenciais. Segundo o jornal francês, o juiz Sérgio Moro e a operação Lava Jato abriram caminho para a ascensão da extrema-direita e a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

"Na origem da operação "Lava Jato", que, a partir de 2014, divulgou um amplo sistema de corrupção envolvendo os caciques da política e dos negócios, o juiz é, indiretamente, o arquiteto da ascensão dessa extrema direita nostálgica do regime militar (1985-1964)", diz o Le Monde.

"A burguesia, seduzida pelo capitão que alimenta, como ela, um ódio profundo ao PT, esquece as infâmias do candidato. Ela deixa livre curso à idéia de que Fernando Haddad - na verdade um moderado - seria o representante de uma esquerda ultrapassada, deixando planar a 'ameaça comunista'", diz o jornal. 



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]