Pobre Brasil, tão longe de Deus, tão perto de Bolsonaro, por Sergio Medeiros



ENVIADO POR SERGIO MEDEIROS

23/10/2018

Pobre Brasil, tão longe de Deus, tão perto de Bolsonaro

por Sergio Medeiros

Agora todos sabem.

Bolsonaro é tudo isso que esta aí.

Com as revelações da compra de mensagens viciadas e mentirosas pelo whatsapp, toda a corrupção veio a tona, toda a mentira, toda a simulação, todo o oportunismo, toda a desonestidade, entremeada por um profundo desprezo às mulheres, um racismo exacerbado e um aberto preconceito aos homossexuais.

E, nesse caso, não há como alegar fakenews, toda sua atuação como parlamentar nestes últimos 28 anos está aí, ao alcance da mão, para comprovar sua atuação em projetos que prejudicam trabalhadores ou mesmo a população em geral, basta acessar o site da Câmara dos Deputados ou ver alguns links inseridos nesse post.  

Quanto aos temas como racismo, estupro, misoginia, homofobia, suas falas, são tantas, que é desnecessário apontar um local específico para achá-las, seus posicionamentos são notórios.

Por isso, apesar de que em tese, seria desnecessário, eu faço um alerta aos que ainda não atentaram para a urgência da crise humanitária que pode vir.

Não há neutralidade.

A responsabilidade de barrar a barbárie, chamada Bolsonaro, esta em todas as camadas da sociedade, seja nas festas da periferia, nos bares dos shoppings e resorts de férias, nas calmas tardes de sábado, nas igrejas ou na conversa amena com os amigos.

A lógica do mercado diz não há almoço grátis, e vivemos num mundo capitalista.

Mas, nesse mesmo espaço, também é certo que não há morte pela fome ou miséria, em escala que envolve milhões, sem culpa dos que a fizeram acontecer e dos que se deixam ficar inertes como se ela não existisse.

Por isso o alerta, eu acuso a cegueira dos que não querem ver todo o mal que esta sendo gestado nesta campanha de ódio e preconceito, contra os diferentes e os mais fracos.

Muitos estão fechando os olhos e tapando os ouvidos, para não verem a verdade nua e crua da miséria, da intolerância, ou os gritos de ódio, se espalhando em todos os cantos do país, o que, seguramente, resultará em milhares de mortes.

Entretanto, não há como dormir o sono dos justos, basta ter sentimentos para escutar o choro silencioso da fome e o desespero das minorias atacadas por sua cor, orientação sexual ou gênero.

Há crianças morrendo de fome, sim, há crianças morrendo de fome, nas esquinas, nas casas, nas ruas, nos hospitais.

No entanto, quando Bolsonaro, Temer e seus amigos da Câmara dos Deputados votaram a EC 95, que congela recursos para a educação, previdência, assistência social e saúde, eles ignoraram estas pessoas, como se elas não existissem ou não fossem merecedoras de receberem nem o mínimo para viverem. Vejam a notícia, no site da Câmara dos Deputados, e os votos dos deputados... http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/POLITICA/517619-CAMARA-APROVA-PEC-DO-TETO-DOS-GASTOS-PUBLICOS-EM-1-TURNO.html?fbclid=IwAR2tbCse1Og7CU_vOxYZjzrhp1A0can9tmtskUUxhu5s9yNdSoVb7OYrvgk

Eles, e todas as pessoas que tenham um pouco de bom senso e parem um minuto para pensar, sabem que com isso, não haverá dinheiro para o Estado promover políticas públicas essenciais de combate a fome e à miséria, nem manter hospitais, universidades e escolas.

Sabemos todos então que, com Bolsonaro,  todas estas crianças, todas estas pessoas estão condenadas, condenadas à morte, pela doença, pelo frio, pela fome, e já não vai mais haver esperança para eles.

Milhares, milhões se arrastam nas ruas, procurando algo para fazer e assim ganharem o pouco necessário para subsistirem, minimamente, sobreviver, ainda que sem dignidade.

No entanto, quando Bolsonaro e seus aliados, acabaram com a CLT e aprovaram a terceirização irrestrita, eles sabiam disso, e entre-dentes, cruelmente  sentenciaram, quem quiser trabalhar/viver que se adapte as regras das empresas e as vagas que houverem. Vejam o link da Câmara dos Deputados – ao lado da notícia esta como votaram os deputados... http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/TRABALHO-E-PREVIDENCIA/531607-CAMARA-APROVA-PROJETO-DA-REFORMA-TRABALHISTA.html?fbclid=IwAR3sBhErWZvVKJ1JlOlOizfBYSTfjcfz11OwKlQb3l8VIW3lSrsZAxkaS4s

Com isso, a cada dia há mais mulheres e homens, jovens, idosos,  desempregados,  crianças, com fome, quase todos doentes ou no mais completo desespero, muitos num silêncio absoluto, assombrados por não saber o amanhã, e não terem onde trabalhar e nada para comerem nem para si nem para seus filhos?

Eram milhares, serão milhões, dezenas de milhões.

E, indiferente a tudo, nestes dias sombrios, Bolsonaro vota a favor de aumento do seu salário e do de seus filhos e defende a necessidade, inclusive, do auxilio moradia ou das verbas de gabinete para contratar assessores que, por liberalidade, também cuidam de sua casa e de seus cachorros.

Esse é o candidato e seu caráter.

O candidato Bolsonaro, que clama contra a corrupção, por exemplo, quando da votação - encabeçada pelo Eduardo Cunha - pela continuidade do financiamento das campanhas eleitorais - votou a favor da volta do sistema no qual as EMPREITEIRAS CORRUPTAS financiavam os políticos (talvez isso explique o escândalo das fakenews via whatsapp) - Vejam o link da votação (num campo ao lado da reportagem é só clicar e verificar os votos de cada um) - esta no Portal da Câmara dos Deputados - http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/POLITICA/489067-FINANCIAMENTO-DE-CAMPANHA-CAMARA-APROVA-DOACOES-DE-EMPRESAS-PARA-PARTIDOS.html?fbclid=IwAR3lmsr_4e0gzDrPiCnrowgCQQJvfg9XuIflJlkJJ4--r2WPqmkkNbzigXA

Ele diz que vai combater bandidos a bala...e tirar os defensores de direitos humanos da frente.

Esquece de conceitos básicos, a polícia, em países civilizados, sempre foi um dos principais agentes dos direitos humanos.

Somente em suas fakenews, o trabalho dos policiais, que em sua imensa maioria faz um trabalho excepcional frente as condições de trabalho a que são submetidos, é de tal forma distorcido que este se encontra em contraposição aos direitos humanos.

Que são direitos humanos senão os direitos inalienáveis de todos, pessoas comuns do povo, sejam policiais, juízes, pastores, trabalhadores, servidores públicos... de todos...

Vai tirar a polícia da frente, e colocar o que em contrapartida, as milícias, o Exército, que nunca foi treinado para isso, nem é sua missão constitucional.

A vida é o direito humano por excelência a ser defendido e não mercadoria para políticos demagógicos usarem da insegurança das pessoas para difundir o ódio e a existência de milícias.

Entendam, a defesa de milícias é a antítese da defesa da polícia, é a negação da necessidade e da não prescindibilidade destes para que as pessoas possam livremente tocarem suas vidas, em segurança, o contrário disso, será cada um responsável pela sua própria segurança, frente aos grupos armados.

A manipulação é flagrante, em quase todos os campos, e sempre, movida pelo ódio.

Vejam bem, não há neutralidade, são escolhas.

Bolsonaro vende a ideia de ser fiel a Deus... mas que tipo de Deus é este, um Deus racista, um Deus homofóbico, um Deus que despreza as mulheres, um Deus que não se preocupa com os pobres, um Deus excludente...

Que Deus é este???

Pelos conceitos do cristianismo não é Deus, mas sim sua negação, o anti-Cristo...

A única fidelidade incontestável, porque comprovada, é a fidelidade de Bolsonaro a Temer, talvez por isso ele diga que, em alguns setores, nem mesmo vai alterar a Equipe de Temer.

A mentira propagada nas redes sociais, agora veio a tona em toda sua dimensão, em toda sua sujeira e desfaçatez.

E, a  realidade é dura, e é totalmente diversa da mostrada nas telas das tVs, da grande mídia, comprada e controlada a peso de ouro.

Logo ali ela cobra seu preço, e, recém saídos do whatsapp de seus celulares,  seus eleitores, até então cegos pela mentira incessante a cada clic, agora veem, de forma cristalina, que muitos  dos que eram apresentados como portadores dos atributos das vestais (puras),  tiveram retirados seus mantos midiáticos, e o que se viu ou deixou cheios de espanto e repulsa, revelaram-se, desnudaram-se,  e assim foram vistos, com as mãos cheias da mentira que diziam combater.

É isso, não busquemos, neste teatro, respostas claras, muito menos esclarecimentos ou caminhos,  a verdade real não se encontra exposta na grande mídia, nem nas mensagens massivas de whatsapp, ela  ainda esta por ser desvendada e, certamente não o será por meio destes candidatos dos grandes conglomerados de comunicação, que se mostram a frente destes projetos de poder.

E isso tudo, por um singelo motivo, são candidatos da mídia, a mídia os escolheu... eles não foram escolhidos, não ungidos,...  não são homens de Deus, escolhidos (no sentido de que todas as pessoas que respeitam e tratam os outros com dignidade podem ser assim chamados), só são escolhas do poder, para exercê-lo paras seus pares (parceiros econômicos),  não para democratizá-lo e dirigi-lo ao povo.

Portanto, olhem calmamente ao seu redor, vejam o tempo em que foram felizes, onde todos tinham empregos e o Brasil era o território onde habitava o povo mais feliz do planeta.

Vejam também, que a cada votação o candidato do whatsapp, o Bolsonaro, tirou um pouco dos direitos do povo,  a cada votação, um direito a menos.

Tenta se mostrar agora, como defensor do povo e, coberto de um manto de falsidades, tenta mais uma vez iludir o povo, este mesmo povo que ele ajudou a ficar desempregado, sem direitos, sem saúde, sem segurança e com profundo ódio aos seus semelhantes.

Ele, no alto de sua hipocrisia e mentira dizia, conheceis a verdade – a verdade que ele enviava por seus falsos profetas e mentirosos de whatsapp – e ela os libertará.

Agora, que a verdade sobre sua campanha, baseada na mentira e na manipulação, foram descobertas, talvez Deus esteva escrevendo certo por linhas tortas.

Pois bem.

Conheceis a verdade e a verdade os libertará. 

* "Pobre México. Tão longe de Deus e tão perto dos Estados Unidos. Porfírio Dias – Presidente do México – 1830-1915)


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]