Quando a Globo fará autocrítica por criar o fascista Bolsonaro?

A Postagem

Por Carlos Henrique | 18/10/2018

Três pilares dominam o momento que o Brasil vive. O caráter manipulador da Globo, a ganância de poder do PSDB e a subserviência do STF a ambos.

Esses três trabalharam na última década em compasso para atacar o PT, ao mesmo tempo em que não permitissem que a população visualizasse o que o outro lado tinha a dizer sobre esses ataques. E se a falta do saber e a falta de informações são os princípios da manipulação, o prato a ser servido à classe média brasileira, já estava pronto.

O negócio era só massificar. Não precisaram sequer usar a imaginação com uma parcela da sociedade, sobretudo na classe média, com déficit intelectual gritante, bastava usar as técnicas mais burlescas de manipulação que o serviço já estaria feito.

Hoje, a Globo se tornou uma máquina de manipulação na sociedade brasileira. Sendo assim, ela, a pedido do PSDB, ditou a maneira do povo entender a justiça a partir de sua régua e de suas regras. Isso fez o STF se acovardar e muito, como bem disse Lula.

A Globo foi fazendo das leis e da constituição o que ela quis, além de exigir do STF que ele dissesse o que ela queria. O resultado nós sentimos na pele, mas ser cruel ao extremo de querer eleger um fascista e destruir o próprio ninho tucano que sempre foi lugar quente para os Marinho, foi um gigantesco erro de cálculo Até agora ela, a Globo, não fez autocrítica e, pelo jeito, jamais fará.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]