Repórter da Folha de S. Paulo é hostilizada por bolsonaristas



"Fui cobrir a celebração dos eleitores de Bolsonaro na Paulista. Assim que souberam que eu era da Folha, vários me cercaram e me hostilizaram, quiseram me expulsar, gritaram 'vai pra Cuba que o pariu'. Um só me defendeu, dizendo que antes do capitão 'vem a liberdade de imprensa'”, relatou a jornalista Anna Virginia Ballousier, em suas redes sociais

29 DE OUTUBRO DE 2018

"Fui cobrir a celebração dos eleitores de Bolsonaro na Paulista. Assim que souberam que eu era da Folha, vários me cercaram e me hostilizaram, quiseram me expulsar, gritaram 'vai pra Cuba que o pariu'. Um só me defendeu, dizendo que antes do capitão 'vem a liberdade de imprensa'”, relatou a jornalista Anna Virginia Ballousier, em suas redes sociais.

Ela também relatou algumas baixarias ocorridas na celebração bolsonarista. A festa na Paulista já teve Pai Nosso, gritos de 'Bolsonaro é amor', Marcello Reis (Revoltados Online) dizendo que 'fascista é o cu da sua mãe' e paródia de 'Baile de Favela': 'As minas de direita são a top mais bela/ enquanto as minas de esquerda têm mais pelo que cadela'.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]