Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo serão afastados da função de embaixadores do Barcelona, por apoio a Bolsonazi

Editora 247

Os ex-jogadores podem ser afastados da função de embaixadores do Barcelona, um dos maiores clubes e times de futebol do mundo; de acordo com o jornal espanhol Sport, "a homofobia, a misoginia e o racismo que Jair Bolsonaro proclamou ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira política e que exaltou durante a campanha eleitoral são inaceitáveis ​​do ponto de vista da óptica do Barça"


16 DE OUTUBRO DE 2018

Os ex-jogadores Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo podem ser afastados da função de embaixadores do FC Barcelona por terem declarado apoio a Jair Bolsonaro. De acordo com o jornal espanhol Sport, "a homofobia, a misoginia e o racismo que Jair Bolsonaro proclamou ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira política e que exaltou durante a campanha eleitoral são inaceitáveis ​​do ponto de vista da óptica do Barça, uma vez que o Barça é um dos os clubes que se posicionaram mais internacionalmente do lado oposto ao de Bolsonaro".

"A questão que o clube tem visto com preocupação não é posicionar-se e pedir o voto democraticamente, mas dar o voto explícito a posições totalitárias contra a defesa dos direitos humanos, independentemente do que acabará sendo sua ação governamental", continua o periódico.

Segundo a publicação, "Ronaldinho tem um acordo comercial com o Barça como o clube cobra pela participação em eventos". "O papel de Ronaldinho não é diferente do de Rivaldo, que colabora regularmente nos atos Legends ou Penya. Assim, Rivaldo, que também apóia publicamente Bolsonaro, também perderá sua parte nos eventos do Barça".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]