Com 27 nomes, equipe de transição de Bolsonaro não tem nenhuma mulher. Qualquer semelhança com Temer não é mera coincidência


Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com reportagem publicada nesta segunda-feira (05), no Uol, a Casa Civil divulgou em edição extra do Diário Oficial da União os primeiros 27 nomes - todos homens - que farão parte da equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL)

6 DE NOVEMBRO DE 2018

De acordo com reportagem de Gustavo Maia e Luciana Amaral, publicada nesta segunda-feira (05), no Uol, a Casa Civil divulgou em edição extra do Diário Oficial da União os primeiros 27 nomes - todos homens - que farão parte da equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). "Destes, 22 foram nomeados e cinco, designados. Esses últimos não irão receber salário pelo trabalho".

A reportagem também destaca os ministros já anunciados por Bolsonaro que fazem parte da equipe de transição: "Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), general Augusto Heleno (Defesa) e Paulo Guedes (Economia). O juiz Sergio Moro, anunciado como futuro ministro da Justiça, não aparece na lista. Não há nenhuma mulher entre os 27 indicados ou designados. Dentre os nomeados, também estão o advogado Gustavo Bebianno, que presidiu interinamente o PSL até o fim das eleições e é braço direito de Bolsonaro, e o deputado federal eleito Gulliem Lemos (PSL-PB), que se apresenta como Julian Lemos e é vice-presidente nacional da sigla".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]