Temer se despede da cena internacional da mesma maneira que entrou: pela porta dos fundos


Marcos Corrêa/PR

Quase como um pária, o Brasil segue para sua reunião do G20 em Buenos Aires sub representado por Michel Temer. A participação é constrangedora. Para quem já protagonizou encontros e foi disputado a tapa para encontros bilaterais, o Brasil ostenta apenas dois encontros, com os primeiro-ministros da Austrália e de Singapura. Temer vai se despedir da cena internacional mesma maneira que entrou: pela porta dos fundos

30 DE NOVEMBRO DE 2018

Quase como um pária, o Brasil segue para sua reunião do G20 em Buenos Aires sub representado por Michel Temer. A participação é constrangedora. Para quem já protagonizou encontros e foi disputado a tapa para encontros bilaterais, o Brasil ostenta apenas dois encontros, com os primeiro-ministros da Austrália e de Singapura. Temer vai se despedir da cena internacional mesma maneira que entrou: pela porta dos fundos. 

A reportagem do portal UOL destaca que "no comunicado à imprensa internacional distribuído pela organização do evento, há menção a 12 'máximos líderes mundiais'. O texto cita Emmanuel Macron (França), Theresa May (Reino Unido), Angela Merkel (Alemanha), Sebastián Piñera (Chile) e Donald Trump (EUA), mas não menciona nem Temer, nem o Brasil." 

E acrescenta a fala de Paulo Velasco, cientista político da Uerj: "o Brasil passou de uma postura de grande envergadura para uma posição até mesmo um pouco marginal dentro do G20. Isso aconteceu muito em função do que a gente viveu no país nos últimos anos".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]