Acredite-se quiser Queiroz aparece e diz que dinheiro atípico vem da compra e venda de carros

Editora 247

Depois de se negar em duas ocasiões a esclarecer ao Ministério Público por que movimentou R$ 1,2 milhão em suas contas sem ter salário para isso, por que recebeu depósitos de funcionários do gabinete de Flávio Bolsonaro e por que transferiu R$ 24 mil a Michele Bolsonaro, Fabrício Queiroz foi ao SBT – do empresário Silvio Santos, que tem bajulado Jair Bolsonaro – e prestou uma explicação frágil; "Eu sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro, compro, revendo, compro, revendo, compro carro, revendo carro", disse ele

26 DE DEZEMBRO DE 2018

Depois de se negar em duas ocasiões a esclarecer ao Ministério Público por que movimentou R$ 1,2 milhão em suas contas sem ter salário para isso, por que recebeu depósitos de funcionários do gabinete de Flávio Bolsonaro e por que transferiu R$ 24 mil a Michele Bolsonaro, Fabrício Queiroz foi ao SBT – do empresário Silvio Santos, que tem bajulado Jair Bolsonaro – e prestou uma explicação frágil.

"Eu sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro, compro, revendo, compro, revendo, compro carro, revendo carro... Sempre fui assim, gosto muito de comprar carro de seguradora, na minha época lá atrás, comprava um carrinho, mandava arrumar, revendia, tenho uma segurança", disse ele.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]