Folha de S. Paulo empareda Bolsonaro: qual a origem do dinheiro?

Editora 247

"Afinal, qual a origem do dinheiro à disposição do assessor parlamentar? Por que ele tinha valores a pagar à esposa do presidente eleito?", questiona a Folha de S. Paulo, em editorial. "Para que não pairem dúvidas sobre a conduta do futuro chefe do Executivo e de seus familiares, é preciso que o caso seja esclarecido com presteza. As explicações dadas até agora para tantas operações permanecem insatisfatórias". No futuro governo, Coaf ficará sob as asas de Moro

8 DE DEZEMBRO DE 2018

O clã Bolsonaro ainda não explicou suas relações com o ex-assessor Fabrício Queiroz, nem a origem dos recursos movimentados por ele – nada menos que R$ 1,2 milhão em um ano, incompatíveis com seus rendimentos. É o que aponta editorial da Folha, publicado neste sábado.

"Afinal, qual a origem do dinheiro à disposição do assessor parlamentar? Por que ele tinha valores a pagar à esposa do presidente eleito?", questiona o texto.

"O caso torna-se mais nebuloso ao se saber que o assessor também fez depósitos em favor de sua filha —até recentemente empregada no gabinete de Jair Bolsonaro. Para que não pairem dúvidas sobre a conduta do futuro chefe do Executivo e de seus familiares, é preciso que o caso seja esclarecido com presteza. As explicações dadas até agora para tantas operações permanecem insatisfatórias."


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]