O depoimento de Jacó Bittar que Sérgio Moro ignorou para ferrar Lula

Editora 247

Em reportagem financiada por crowdfunding, o Diário do Centro do Mundo conta a história do depoimento de Jacó Bittar que o então juiz Sérgio Moro ignorou; "Jacó Bittar é uma testemunha central para elucidar o caso do sítio de Atibaia, que o Ministério Público Federal atribui a Lula; mas, no dia 18 de junho, Sérgio Moro decidiu não tomar o seu depoimento"

9 DE DEZEMBRO DE 2018

Jacó Bittar é uma testemunha central para elucidar o caso do sítio de Atibaia, que o Ministério Público Federal atribui a Lula. Mas, no dia 18 de junho, Sérgio Moro decidiu não tomar o seu depoimento. O juiz considerou que o depoimento é de "duvidosa relevância" e invocou razões humanitárias. "Não seria viável (ouvi-lo) sem expor o depoente a risco ou a constrangimento", afirmou.

Jacó contou como teve a ideia de comprar o sítio de Atibaia, que foi registrado no nome do filho, Fernando. Ele queria um local próximo de São Paulo, para que fosse frequentado por ele, os filhos e os amigos. "Desde o início, minha ideia era que o Lula e a Marisa frequentassem o sítio com total liberdade, assim como os meus filhos", disse.

Leia na íntegra no DCM


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]