Bebianno: ‘Carlos Bolsonaro fez macumba psicológica na cabeça do pai’


​​Marcelo Camargo/Agência Brasil
20/02/2019

Um dia depois de ser demitido por Jair Bolsonaro, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, atacou nesta terça-feira o filho do presidente, Carlos Bolsonaro, por considerá-lo o único responsável pela sua saída do governo. Em entrevista à rádio Jovem Pan, ele disse que apesar de o presidente ter seu “respeito, afeto e amor”, também “comete deslizes” e “não é perfeito”.

– Minha indignação é ter servido como soldado na batalha e no fim da linha ser crucificado, baleado, simplesmente porque Carlos Bolsonaro fez macumba piscológica na cabeça do pai (…) Eu fui demitido pelo Carlos Bolsonaro – disse o ex-ministro, afirmando não entender as razões do “ódio” contra ele.

Para Bebianno, o filho do presidente é uma pessoa com “agressividade acima do normal” e reconhecida entre políticos do Rio como um “destruidor de reputações”. Segundo ele, “o presidente tinha que dar um basta nisso”.

– Tenho certeza de que ele (Carlos) é a pessoa que mais sofre com essa agressividade, esse ódio. A impressão que eu tenho é que ele vive dentro dessa grande caixa de teorias da conspiração contra o pai e sua família. Ele tem que entender que não vamos governar com base no ódio.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]