E os protestos contra Bolsonaro se espalham por todo Brasil, depois de Salvador agora foi Belo Horizonte



Uma multidão estimada em 400 mil pessoas entoou num coro monumental o grito que deve ser a marca do Carnaval de 2019: "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*!". Foi em Belo Horizonte, na manhã deste sábado, logo na abertura do tradicional cortejo do "Então, Brilha"; assista ao vídeo

2 DE MARÇO DE 2019 

Uma multidão estimada em 400 mil pessoas entoou num coro monumental o grito que deve ser a marca do Carnaval de 2019: "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*!". Foi em Belo Horizonte, na manhã deste sábado (2), logo na abertura do tradicional cortejo do "Então, Brilha". Críticas à reforma da Previdência marcaram o evento também. Faixas demonstravam a insatisfação de parte do público em relação ao aumento na idade mínima para aposentadoria: "65 anos é falta de humanidade", estava escrito em várias delas.

O relato é da jornalista Sinara Peixoto, do site BHAZ. Na noite desta sexta, a PM de Minas tentara proibir manifestações políticas durante a folia de Belo Horizonte. O bloco Tchanzinho Zona Norte, que saiu na região da Pampulha, foi ameaçado pelos militares que faziam a segurança da atração após puxar grito de repúdio contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. Foi em vão.

Assista o vídeo:



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]