Jornal britânico Financial Times: se não sair do Twitter, Bolsonaro compromete reformas



O jornal britânico Financial Times publicou reportagem nesta sexta-feira, 29, em coloca em dúvida a capacidade do presidente Jair Bolsonaro de tocar adiante a pauta liberal de reformas prometida na campanha eleitoral do ano passado; "A capacidade de reunir apoio diminuiu, porque as disputas políticas levantaram questões mais amplas sobre se Bolsonaro tem habilidade política para passar quaisquer reformas significativas através de um Congresso fragmentado", diz o FT

29 DE MARÇO DE 2019

O jornal britânico Financial Times publicou reportagem nesta sexta-feira, 29, em coloca em dúvida a capacidade do presidente Jair Bolsonaro de tocar adiante a pauta liberal de reformas prometida na campanha eleitoral do ano passado.

"A capacidade de reunir apoio diminuiu, dizem os analistas, porque as disputas políticas levantaram questões mais amplas sobre se Bolsonaro - que se recusou a se engajar nas tradicionais políticas de comércio equitativo e tradicionalismo que há muito tempo caracteriza a governança brasileira - tem habilidade política para passar quaisquer reformas significativas através de um Congresso fragmentado", diz o texto assinado por Bryan Haris. 

O jornal britânico lembrou do conselho dado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, responsável pela agenda legislativa, quando avisou que o projeto da reforma da Previdência estava em risco: "Mais tempo para a reforma previdenciária, menos para o Twitter", e ressaltou também que as pesquisas mostram a queda na aprovação do governo caiu de 49% para 34%, após a posse de Bolsonaro.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]