Condenado por assalto ao Banco Central de Fortaleza é preso novamente por roubo


Foto: Reprodução/TV Globo

Jean Ricardo Galian tinha um mandado de prisão em aberto pela Justiça de São Paulo e foi encontrado em Londrina, no Paraná


10/05/2019 - Um dos condenados pelo assalto milionário ao Banco Central de Fortaleza foi preso novamente por roubo, nesta quinta-feira (9), em Londrina, Paraná. Jean Ricardo Galian, 41 anos, de alcunha 'Gordo' estava com um mandado de prisão em aberto pela Justiça de São Paulo. As informações são do G1.


Policiais do estado de São Paulo foram até a cidade de Londrina para capturar Galian. Ele foi preso no condomínio em que morava e encaminhado para o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de SP.

O delegado do Deic, Ricardo Guanaes, afirmou que uma investigação aponta que 'Gordo' atualmente é membro de uma organização criminosa e, por isso, resolveram efetuar a prisão. O mandado foi determinado pela Justiça paulista há seis anos.

O advogado de Galian disse que o cliente estava em liberdade condicional e que desconhecia a condenação em São Paulo, de 2013. 

“Na época, quando ele foi preso, este mandado estava aqui em São Paulo, e não na vara de execuções criminais. Então ele cumpriu as penas sem esse mandado de prisão”, declarou o advogado Anderson da Silva Araújo.

Roubo ao Banco Central

Jean Ricardo Galian foi condenado pelo roubo de R$ 164 milhões do Banco Central de Fortaleza. Ele e outros envolvidos no crime, chefiado por Antônio Jussivan Alves, mais conhecido como "Alemão", alugaram uma casa próxima ao prédio do banco, localizado no Centro da Capital e cavaram um túnel de 80 metros até o cofre.

O assalto ao Banco Central ocorreu em agosto de 2005. Galian já tinha condenações por outros crimes.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]