Empregados contam como iniciaram carreiras siderúrgicas

Mateus Souza - Morador de Siupé - SGA


 02/06/2019

Você lembra dos seus primeiros empregos, onde pôde adquirir os conhecimentos iniciais da carreira que trilha atualmente? Muitas pessoas estão passando por essa experiência atualmente aqui na CSP. Eles são profissionais que usaram como porta de entrada na siderurgia programas como Jovem Aprendiz e cursos no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).
Desde 2015 esses programas são realizados e já formaram algumas turmas as quais alguns participantes integram nosso quadro de empregados e vêem sua trajetória se repetir a medida que novas turmas começam.

Senai

Em nossos canais de comunicação temos contado a trajetória de várias pessoas que investiram na capacitação no Senai e conquistaram a colocação profissional na CSP. Uma delas foi Mayra Silva, operadora da sala de controle no Pátio de Matérias-Primas. Ela participou das capacitações em metalurgia e encontrou na siderurgia uma carreira para desenvolver.

“Eu estava com muita dificuldade para conseguir o primeiro emprego e graças à CSP eu tive essa oportunidade. É aqui que quero construir minha carreira e quem sabe me aposentar aqui também”, conta Mayra, que já foi personagem em nosso especial Carreiras.

Jovem Aprendiz 

Morador do Siupé - SGA, Mateus Souza é operador de produção na área de Energia da CSP e teve seu primeiro contato com a nossa usina quando trabalhou na nossa construção por meio de uma empresa contratada. Após o fim desta fase ele integrou junto a 35 jovens a primeira turma do programa Jovem Aprendiz, que durante sete meses realizaram o curso teórico e prático de manutenção e operação em nossa empresa.

Apenas uma semana após o fim do curso, ele já iniciou o processo de admissão como operador e desde então vem trabalhando na Gerência Geral de Energia onde realiza monitoramentos e estudos de distribuição. “Eu trabalho com um aprendiz da mais recente turma. Isso pra mim é muito legal. Eu fui uns dos primeiros e já estou podendo passar o conhecimento que adquiri para as próximas turmas. Eu me sinto orgulhoso por isso.”, compartilha Mateus.

Jovem Aprendiz PCD

Foi por meio de uma notícia na imprensa que Cristiane Santos conheceu o programa Jovem Aprendiz PCD realizado pela CSP. A notícia da abertura de vagas interessou a moradora de Caucaia, que não perdeu a oportunidade. Já como aprendiz, Cristiane fez o curso de assistente administrativo junto a 22 pessoas que compuseram a primeira turma em 2015. E foi na nossa área jurídica que ela colocou em prática os conhecimentos tanto do curso realizado na CSP quando da graduação em Direito que fazia.

“Eu já tinha afinidade com a área porque era estudante de Direito. Com a ajuda e a receptividade da equipe, eu pude colocar em prática aquilo que aprendia na faculdade. Minha gestora proporcionou o espaço e as atividade ligadas ao que eu estudava e isso foi muito importante para mim”. Além de ser efetivada na CSP após o curso, Cristiane também concluiu sua graduação.

CSP

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]