Gilmar Mendes dá lição a Sérgio Moro: não pode combater organizações criminosas tornando-se uma



Ministro do STF volta a criticar as conversas divulgadas pelo Intercept entre Moro e Dallagnol e declara que "aquele que combate a corrupção não pode cometer crimes, os fins não justificam os meios"

19 de junho de 2019

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes voltou a criticar a postura da força-tarefa da Lava Jato e, em entrevista ao UOL, declarou que "não pode combater organizações criminosas tornando-se uma".

Gilmar comentava a divulgação dos vazamentos de conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol pelo site The Intercept. "Aquele que combate a corrupção não pode cometer crimes, os fins não justificam os meios", disse Gilmar.

Estamos aguardando e esperando os desdobramentos. Junto com o debate da ilegalidade destes vazamentos, devemos apreciar a substância destas denúncias. Precisamos saber se houve irregularidades na condução do caso e quais irregularidades são essas com muito cuidado.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]