Sérgio Moro e Deltan Dallagnol quebraram a Odebrecht que deu o maior calote do Brasil


 GUADALUPE PARDO - REUTERS

A empreiteira Odebrecht, que já foi a maior empresa brasileira, com mais de 200 mil empregados, chega ao capítulo mais dramático de sua história; alvo da Lava Jato, a empresa entrou em recuperação judicial e anunciou o maior calote já ocorrido no Brasil, no momento em que Sérgio Moro e Deltan Dallagnol são acusados de fraudar acusações contra o ex-presidente Lula; dívidas chegam a R$ 65,5 bi


17 DE JUNHO DE 2019

A empreiteira Odebrecht, que já foi a maior empresa brasileira, chegando a empregar mais de 200 mil pessoas, chega ao capítulo mais dramático de sua história. Alvo da Lava Jato, a empresa entrou em recuperação judicial e anunciou o maior calote da história do País, no momento em que o ex-juiz e atual ministro Sérgio Moro e o procurador da Operação Deltan Dallagnol são acusados de fraudar acusações contra o ex-presidente Lula.

Leia mais na reportagem da Reuters:

Odebrecht formaliza pedido de recuperação judicial, com dívidas de R$65,5 bi

SÃO PAULO (Reuters) - A Odebrecht SA, um dos maiores conglomerados empresariais do país, formalizou nesta segunda-feira na Justiça de São Paulo um pedido de recuperação judicial, sob peso de dívidas de 65,5 bilhões de reais.

Em comunicado, a companhia informou que o processo envolve 51 bilhões de reais de dívidas passíveis de reestruturação. Outros 14,5 bilhões de reais são compostos sobretudo por dívidas lastreadas em ações da Braskem e não passíveis de reestruturação.

O pedido de recuperação judicial da Odebrecht exclui Braskem, a empreiteira OEC, a Ocyan, a incorporadora OR, a Odebrecht Transport, o estaleiro Enseada, além da Atvos Agroindustrial, que pediu recuperação judicial no mês passado.

Por Aluísio Alves | Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]