Alex Solnik | O pibinho: obra de Moro e Dallagnol


Foto: Reprodução

A OAS está às portas da falência, o que significa menos empregos, menos produção e, portanto, PIB menor. Mais uma obra de Moro e Dallagnol, diz o colunista Alex Solnik

Alex Solnik é jornalista. Já atuou em publicações como Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais "Porque não deu certo", "O Cofre do Adhemar", "A guerra do apagão" e "O domador de sonhos"

15 de julho de 2019, 12:24 h

Está cada vez mais difícil descrever a atual tragédia brasileira apenas com palavras. A cada desatino desse governo e de seus aliados me vem à cabeça uma canção dos anos 60, tempo em que o país acreditava que o melhor ainda estava por vir, porque o que está acontecendo é o oposto: agora achamos que o pior está por vir.

Peço licença aos mestres Ronaldo Bôscoli (que está no Céu) e Roberto Menescal (que está na Terra), dois grandes discípulos de João Gilberto, para apresentar uma versão atualizada de “O Barquinho”, uma das obras primas da música popular brasileira, a propósito das notícias de hoje, segundo as quais a OAS está às portas da falência, o que significa menos empregos, menos produção e, portanto, PIB menor. Mais uma obra de Moro e Dallagnol. Chama-se "O Pibinho". 

O Pibinho

Farra de Moro e Dallagnol

E o Brasil a naufragar

Mil empresas a fechar 

Tudo isso faz

A Petrobrás

Pedir privatização 

E então

O emprego vai...

O pibinho cai...

Vai faturar

O Dallagnol

Com palestras sem parar

Lava Jato é um maná...

Enquanto isso o Moro vai

Tomar sol no Tio Sam

E então:

O emprego vai...

O pibinho cai...


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]