Editor do Intercept diz que instituições brasileiras não são confiáveis e avisa: reportagens vão continuar



"A Vaza Jato mostrou que não se deve ter fé cega em investigações promovidas pelo estado, que é preciso manter o ceticismo como um muro bem alto. A julgar pela cobertura da ação da PF de Araraquara, muita gente não aprendeu nada. Ou o problema é outro", aponta Leandro Demori

25 de julho de 2019

A aparente farsa promovida pelas autoridades brasileiras no caso do "hacker de Araquara" levou o jornalista Leandro Demori, editor do Intercept, a um desabafo sobre as instituições brasileiras. "" A Vaza Jato mostrou que não se deve ter fé cega em investigações promovidas pelo estado, que é preciso manter o ceticismo como um muro bem alto. A julgar pela cobertura da ação da PF de Araraquara, muita gente não aprendeu nada. Ou o problema é outro", afirmou. 

Ao ser questionado por uma internauta sobre a continuidade das reportagens da Vaza Jato, que revelam diálogos impróprios na Lava Jato, ele também foi categórico. Confira abaixo seus tweets: 

Leandro Demori
@demori
 A Vaza Jato mostrou que não se deve ter fé cega em investigações promovidas pelo estado, que é preciso manter o ceticismo como um muro bem alto. A julgar pela cobertura da ação da PF de Araraquara, muita gente não aprendeu nada. Ou o problema é outro.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]