Se hacker preso diz a verdade, cai o álibi de Sérgio Moro


Foto: divulgação

De acordo com o Jornal GGN, "se o suposto hacker Walter Delgatti, conhecido como 'Vermelho', diz a verdade sobre ser a fonte do Intercept, então cai o álibi do ex-juiz, que vinha alegando que as mensagens foram adulteradas, mas que ele não tinha como provar isso pois deletou o Telegram em 2017 e não salvou histórico de conversas"

25 de julho de 2019

"O jornalista Helio Gurovitz, diretor da Época, publicou no G1 um artigo chamando atenção para a possibilidade de o feitiço virar contra o feiticeiro no caso do hacker de Sergio Moro", diz o Jornal GGN. "Se o suposto hacker Walter Delgatti, conhecido como 'Vermelho', diz a verdade sobre ser a fonte do Intercept, então cai o álibi do ex-juiz, que vinha alegando que as mensagens foram adulteradas, mas que ele não tinha como provar isso pois deletou o Telegram em 2017 e não salvou histórico de conversas".

O site ainda cita outra passagem do texto de Gurovitz. "Moro denunciou que seu Telegram fora alvo de uma invasão durante um período de aproximadamente seis horas no dia 4 de junho. Embora tenha começado a publicar as reportagens apenas em 9 de junho, o jornalista Glenn Greenwald, do Intercept, já afirmava ter uma 'bomba' em e-mail enviado no dia 29 de maio. Como poderia dizer isso uma semana antes da invasão do Telegram de Moro? Há algo a explicar".

Leia mais no Jornal GGN

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]