Termo 'paraíba' usado por Bolsonaro é preconceituoso ao Nordeste e cabe punição


(Foto: Agência Brasil)

De acordo com especialistas, ao se referir a nordestinos como “paraíbas”, Jair Bolsonaro cometeu preconceito e é passível de punição pela lei; o parecer é de linguistas e advogados; Dante Lucchesi, professor de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense) diz que “o termo ‘paraíba’ é carregado de preconceito no Rio de Janeiro”, onde Bolsonaro, que é paulista, se radicou

23 de julho de 2019 

De acordo com especialistas, ao se referir a nordestinos como “paraíbas”, Jair Bolsonaro cometeu preconceito e é passível de punição pela lei. O parecer é de linguistas e advogados. Dante Lucchesi, professor de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense) diz que “o termo ‘paraíba’ é carregado de preconceito no Rio de Janeiro”, onde Bolsonaro, que é paulista, se radicou.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "a origem do termo está intrinsecamente relacionada à intensificação dos fluxos migratórios de nordestinos para o Sudeste a partir dos anos 1960, especialmente de baianos a São Paulo e paraibanos ao Rio de Janeiro. 'Criou-se essa designação genérica de ‘baiano’ em São Paulo e ‘paraíba’ no Rio por conta da tensão', afirma Dante Lucchesi, professor de letras na UFF (Universidade Federal Fluminense) e referência na área de sociolinguística."

A matéria ainda acrescenta que "segundo Lucchesi, 'o termo ‘paraíba’ é carregado de preconceito no Rio de Janeiro', onde Bolsonaro, que é paulista, se radicou. 'Nesse caso, é claramente um termo pejorativo que reflete uma postura preconceituosa, lamentavelmente por parte do presidente, que devia representar todos os brasileiros'.”


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]