Dias Toffoli e Gilmar Mendes estudam medidas contra Deltan Dallagnol


 (Foto: ABr | STF)

O presidente do STF. Dias Toffoli, e o ministro Gilmar Mendes avaliam que medidas irão tomar contra o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol; segundo o jornalista Tales Faria, os dois estão "irritadíssimos" com as revelações desta segunda da Vaza Jato; espera-se que ambos pronunciem-se na primeira sessão plenária do STF após o recesso de julho, no início da tarde desta quinta-feira

1 de agosto de 2019 

O presidente do STF. Dias Toffoli, e o ministro Gilmar Mendes avaliam que medidas irão tomar contra o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol. Segundo o jornalista Tales Faria, os dois estão "irritadíssimos" com as revelações desta segunda da Vaza Jato. Espera-se que ambos pronunciem-se na primeira sessão plenária do STF após o recesso de julho, no início da tarde desta quinta-feira (1).

A avaliação dos ministros, informa Tales Faria, é que que, Dallagnol precisa ser punido exemplarmente, assim como devem ser afastados da Lava Jato todos cujos diálogos apresentem práticas irregulares ou antiéticas.

Nas nova revelações da Vaza Jato soube-se que Dallagnol estimulou ataque ao presidente do STF em 2016. Ele incentivou colegas em Brasília e Curitiba a investigarem o ministro e, que tudo indica, repassou os resultdos de suposta delação premiada paraa revista Veja. Da mesma forma, ele orientou os demais procuradores a investigar Giilmar Mendes e sua mulher, Guiomar.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]