Editorial do Estadão aponta Bolsonaro como ameaça ao agronegócio



O jornal O EStado de S. Paulo destaca em seu editorial que Jair Bolsonaro vem ameaçando o agronegócio brasileiro “pela inconveniência de seus atos e palavras e, acima de tudo, por sua dificuldade em perceber fatos econômicos e interesses do Brasil”

11 de agosto de 2019

O jornal O Estado de S. Paulo destaca em seu editorial que Jair Bolsonaro vem ameaçando o agronegócio brasileiro “pela inconveniência de seus atos e palavras e, acima de tudo, por sua dificuldade em perceber fatos econômicos e interesses do Brasil”.

"As preocupações do setor foram levadas ao Palácio do Planalto pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina” e “como resposta, o governo poderá desenvolver uma campanha, no exterior, para reverter os danos à imagem do País e eliminar o risco nada desprezível de problemas comerciais”.

“Qualquer pregador do protecionismo pode recorrer a publicações de respeito, como a britânica The Economist, com reportagens e comentários motivados pelas desastradas e desastrosas intervenções do presidente brasileiro e de seu ministro do Meio Ambiente”, observa o texto.

Ainda segundo o editorial, “uma campanha produzida pelo governo dificilmente produzirá resultados significativos no exterior, se o presidente da República e seus ministros continuarem agindo e falando como até agora”. ‘Confirmando sua despreocupação quanto à imagem do País no mercado internacional, o presidente Jair Bolsonaro tentou fazer graça a respeito do assunto e proclamou, num encontro com empresários em São Paulo: “Sou o Capitão Motosserra”’, destaca o texto.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]