Gilmar Mendes diz que Deltan Dallagnol fazia ‘pistolagem’ na Lava Jato



POR FERNANDO BRITO · 03/08/2019

As declarações de Gilmar Mendes a Monica Bergamo, na Folha de S. Paulo, sugerem que o clima vai ficar muito quente na sessão de reabertura dos trabalhos do Supremo Tribunal Federal.

Mendes disse que Deltan Dallagnol praticou “pistolagem” contra o Supremo, ao mandar a receita devassar o sigilo fiscal de dois ministros – ele e Dias Toffoli – e de suas mulheres.

“As revelações da Folha explicitam os abusos perpetrados pela denominada força-tarefa. E reclamam as providências cabíveis por parte de órgãos de supervisão e correição. Como eu já havia apontado antes, não se trata apenas de um grupo de investigação, mas de um projeto de poder que também pensava na obtenção de vantagens pessoais”.

Daqui a duas horas, Gilmar estará sentado a menos de três metros de distância da procuradora geral da República, Raquel Dodge e é difícil imaginar “saia justa” mais constrangedora.

Se Gilmar se manifestar sobre o assunto, tornará quase que obrigatório que os demais ministros se manifestem também e será interessante ver o que farão Luís Roberto Barroso e Luís Fux, os dois falastrões lavajatistas da corte.

Os dois não tem a vantagem de Edson Fachin e Carmem Lúcia que, por mais contidos ainda que não menos cúmplices, podem sair ilesos pela economia e a contenção verbal.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]