Prejudicado pela arbitragem, Ceará é derrotado pelo São Paulo. Para que serve mesmo o tal de VAR?


Felippe Cardoso foi derrubado por Thiago Volpi, mas árbitro não marcou pênalti

Tricolor Paulista bateu o Alvinegro, na noite deste domingo, no Morumbi. Mas, mais um vez na Série A do Brasileirão, o árbitro de vídeo prejudicou a equipe cearense

18/08/2019

Aguerrido, buscando o ataque, organizado nas linhas de defesa, o Ceará merecia um resultado mais positivo contra o São Paulo, e quase veio. Com apenas um gol, de Daniel Alves, em sua estreia, o Tricolor Paulista bateu o Alvinegro, na noite deste domingo, no Morumbi. Mas, mais um vez na Série A do Brasileirão, o árbitro de vídeo prejudicou a equipe cearense. Em lance da segunda etapa, Felippe Cardoso foi derrubado na grande área pelo goleiro Tiago Volpi. O árbitro pernambucano Gilberto Rodrigues Castro Júnior deixou a penalidade que poderia representar o empate do Ceará, e o VAR Rodrigo Nunes de Sá endossou a decisão de campo.

Com o resultado, o Alvinegro caiu duas posições e fica agora na 11ª posição da tabela, com os mesmos 20 pontos. Já o São Paulo, com 27 pontos, está na 5ª colocação.

O jogo

Com Morumbi cheio e estreia de Daniel Alves e Juanfran, a pressão de ganhar era toda do São Paulo. Por isso, o time da casa começou com ritmo agudo de pressão. Organizado, o Alvinegro conseguiu se segurar, e também construir jogadas. Mesmo com menos posse de bola, (61% para o Tricolor paulista, e 39% para o Vovô), e Ceará finalizou mais: cinco vezes, contra quatro do São Paulo. O Ceará quase marca, aos 12 minutos, em jogada pela direita de Fabinho, que tocou para Samuel Xavier que, da entrada da área, chutou para grande defesaça de Tiago Volpi.

Aos 39, depois de parada técnica aos 30, Ricardinho quase abre placar para o Ceará em cobrança de escanteio direto para o gol. Volpi espalmou para afastar o perigo do quase gol olímpico.

Logo em seguida, no minuto seguinte, o São Paulo aproveitou falha da defesa do Alvinegro de Porangabuçu e marcou. Juanfran avançou pela direita, tocou rasteiro, a bola passou entre os marcadores, até Raniel que ajeitou para Daniel Alves abrir o placar.

Após marcar, o São Paulo deixou espaços para o Ceará trabalhar. Aos 42, Samuel Xavier da entrada da área chutou preciso, mas Volpi fez nova boa defesa. Aos 48, em cobrança de falta, Dani Alves quase amplia, em bola que passou perto da trave esquerda de e morre na rede pelo lado de fora.

Na segunda etapa, o São Paulo já nos três minutos colocou uma bola no travessão. Após cruzamento de Reinaldo, Raniel chutou, forçando defesa de Diogo Silva. Na sequência, bola bateu no travessão.

Luiz Otávio, em disputa de bola com Bruno Alves, machucou o tornozelo direito e teve de ser substituído por Tiago Alves. Aos 11, Thiago Galhardo cruzou direto para o gol passando com perigo pelo gol. Na sequência, Lima dominou e mandou uma bomba para defesa de Volpi, que espalmou para escanteio.

O lance mais polêmico da partida, e que poderia ter levado ao empate do Ceará, aconteceu aos 15 minutos. Mais um lance que gerou reclamação da comissão técnica do Ceará - como tem acontecido em questões relacionadas ao VAR. Na grande área, Felippe Cardoso tocou para o gol e depois foi derrubado pelo goleiro Thiago Volpi, que não chegou a tocar na bola. Apesar de, claramente, o goleiro impedir a conclusão da jogada por Cardoso, mesmo que não houvesse intenção, o árbitro de vídeo analisou como lance normal, confirmando decisão do árbitro de campo, para protestos do time do Ceará.

Galhardo, aos 18, bateu no cantinho, para mais uma defesa de Volpi. Aos 29, Raniel marcou, mas o bandeirinha marcou o impedimento. Aos 45, Samuel Xavier mandou na área, a chegou com perigo pela área e Mateus Gonçalves, sozinho, quase consegue chegar para marcar.

Aos 47, o clima ainda esquentou e Samuel Xavier e Luan, após jogada, se desentenderam.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 CEARÁ

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 18 de agosto de 2019
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Clóvis Amaral da Silva (PE)
Cartões amarelos: Everton, Bruno Alves, Luan (SP); Lima, Samuel Xavier (CEA)
Público/Renda: 47.705 / R$ 3.353.610,00

GOL:
São Paulo: Daniel Alves, aos 39 minutos do 1T.

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Liziero (Luan), Tchê Tchê e Daniel Alves; Everton (Helinho), Antony (Vitor Bueno) e Raniel
Técnico: Cuca

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio (Tiago Alves), João Lucas; Fabinho, Ricardinho e Thiago Galhardo; Lima (Wescley)), Leandro Carvalho (Matheus Gonçalves) e Felippe Cardoso
Técnico: Enderson Moreira


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]