Complexo Industrial e Portuário do Pecém ganha Conselho Comunitário



28 DE SETEMBRO DE 2019

A manhã dessa sexta-feira (27) foi especial para os moradores dos municípios de São Gonçalo do Amarante e Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Isso porque tomou posse o Conselho Comunitário do Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Um antigo desejo da comunidade do litoral oeste do Ceará.

O Conselho é formado por 28 lideranças representantes das 12 comunidades (Taíba, Bolso, Pecém, Planalto Cauípe, Lagoa das Cobras, Cumbuco, Caraúbas, Angicos, Matões, Sede de São Gonçalo do Amarante, Parada, Acende Candeia) que estão inseridas na área do Complexo do Pecém.

“Estamos muito satisfeitos em ver essa união, ver que esse conselho foi instituído. Isto mostra que entendemos a importância da comunidade neste processo de desenvolvimento. Juntos, nós, vocês e empresas, somos mais fortes. Parabéns pela iniciativa e podem contar com todo o apoio do Complexo do Pecém”, disse Rebeca Oliveira, diretora de Relações Institucionais do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Também são membros do Conselho profissionais dos setores público e privado. “Eu admiro muito cada uma dessas pessoas que passam a fazer parte desse Conselho. Elas nos ensinam que o que vale a pena é o bem comum. É nesse desenvolvimento que a CSP acredita. Queremos construir nessa região um desenvolvimento de mãos dadas. Por isso, o Conselho será o elo entre o poder público e a comunidade”, disse Cristiane Peres, gerente de Relações com Comunidades da Companhia Siderúrgica do Pecém.

Representantes de outras empresas instaladas no Complexo do Pecém também participaram do evento que culminou com a posse da coordenadora executiva do grupo gestor do Conselho Comunitário do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

“A nossa caminhada não foi fácil, mas há dois anos estamos nos reunindo por um propósito e estamos aqui para contribuir com nosso exercício de cidadania e conquista de nossos direitos. Nossa equipe é formada por pessoas qualificadas e o mais importante é que trabalham em prol da coletividade. Esperamos deixar o nosso legado para os próximos que estarão à frente desse Conselho no futuro”, declarou Maria do Socorro da Silva.

O primeiro grupo gestor estará à frente do Conselho até o ano de 2021 com o desafio de alcançar os objetivos de induzir um canal de diálogo entre comunidades e órgãos públicos; estimular o resgate e o desenvolvimento da cultura local; buscar parcerias para fomentar e induzir ações e projetos de interesse coletivo; além de contribuir com o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda na região do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Governo do Estado

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]