Convite para candidatura de Deltan partiu de Alvaro Dias, do Podemos, que foi blindado pela Lava Jato



"Oi Diogo, você poderia ver com o Dalagnol se ele aceitaria ser candidato ao Senado pelo Podemos?? O convite também partiu do Alvaro Dias! Abr Obr Joel Malucelli Pres do partido", diz a mensagem encaminhada pelo procurador Diogo Castor de Mattos a Deltan Dallagnol

3 de setembro de 2019

Em novos trechos revelados pelo The Intercept nesta terça-feira (3), mostram Deltan Dallagnol, procurador chefe da Força tarefa da Lava Jato, ficou losongeado com o convite feito por Joel Malucelli, presidente do Podemos no Paraná e suplente do senador Alvaro Dias - poupado pela Lava Jato de investigações -, para ser candidato nas eleições de 2018.

A pedido de Alvaro, Joel sondou com o procurador Diogo Castor de Mattos sobre uma possível candidatura de Deltan ao Senado. Em 16 de janeiro de 2018, Diogo encaminhou a Dallagnol a seguinte mensagem: "Oi Diogo, você poderia ver com o Dalagnol se ele aceitaria ser candidato ao Senado pelo Podemos?? O convite também partiu do Alvaro Dias! Abr Obr Joel Malucelli Pres do partido". Em seguida questionou: "Posso responder?" 

Deltan respondeu apenas no dia seguinte, indagando o colega sobre se eles costumavam se encontrar e ainda indicou: "Se costumam conversar, responda sim". "Diga que falou comigo e que hoje eu não penso em concorrer nas eleições... Mas agradeço muito considerarem meu nome, o que recebo como um reconhecimento da importância da causa anticorrupção", completou.

Vale lembrar que o senador Alvaro Dias foi citado como beneficiário em dois momentos pela força-tarefa, sem jamais ter sido investigado. O senador é um dos mais ferrenhos defensores da operação no Congresso.

Em agosto deste ano, a PGR, órgão responsável por investigar parlamentares com foro privilegiado, declarou que não tem apurações a respeito de Dias, apesar dele ter sido citado como beneficiário de propinas pagas em dois episódios investigados pela operação.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]