Nova York amanhece tomada de protestos contra Bolsonaro


(Foto: Reprodução | Marcos Corrêa/PR)

O protesto em Nova York foi chamado pelo Coletivo de Ação Direta Rise and Resist para denunciar as políticas do presidente americano, Donald Trump, e a agressão ao meio ambiente. Na marcha houve participação da articulação 'Cancela Bolsonaro' pedidos de liberdade para o ex-presidente Lula

24 de setembro de 2019

Ativistas fizeram uma manifestação pelas ruas de Nova York, a marcha "United in Outreageus" ou Ultrajados Unidos. Chamado pelo Coletivo de Ação Direta Rise and Resist para denunciar as políticas do presidente americano, Donald Trump, e a agressão ao meio ambiente. O protesto ocorre justamente com Jair Bolsonaro nos Estados Unidos, onde faz nesta terça-feira (24) um discurso na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Na marcha houve participação da articulação 'Cancela Bolsonaro' que levou as mensagens de Boycott Brazil de Bolsonaro, Defenda a Democracia, Salvem a Amazônia, Pare o genocídio indígena e Libertem Lula preso político.

A longa marcha com cerca de 5000 pessoas desceu da rua 42 pela quinta avenida até o Washington Square percorrendo 30 quarteirões. A medida que passavam pessoas iam aplaudindo, fotografando e aderindo.

Além de Trump, o ocupante do Planalto brasileiro desembarca nos Estados Unidos sendo cada vez mais repudiado no exterior pela devastação da Amazônia brasileira. Só em julho, o desmatamento aumentou 278% na comparação com igual período de 2018, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Outro detalhe sobre a pauta ambiental é que Trump e Bolsonaro questionam o aquecimento global.

Sem boas articulações no exterior, nem Trump, a "inspiração" de Bolsonaro, consegue dar respaldo ao brasileiro, que vê no Brasil a sua reprovação (38%) superar a sua aprovação (33%), de acordo com o Datafolha.






0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]