Para agradar Bolsonaro, Sérgio Moro questiona ética da Globo


Sergio Moro
(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Assustado com o risco real de perder o emprego, o ex-juiz e atual ministro de Bolsonaro, Sérgio Moro, usou sua conta no Twitter para criticar a imprensa e defender a família do presidente. Ele criticou a matéria da revista Época sobre o curso de coach oferecido por Heloísa Bolsonaro, esposa de Eduardo Bolsonaro. Ele disse que a matéria "ultrapassou certos limites éticos" - sic

14 de setembro de 2019

Assustado com o risco real de perder o emprego, o ex-juiz e atual ministro de Bolsonaro, Sérgio Moro, usou sua conta no Twitter para criticar a imprensa e defender a família do presidente. Ele criticou a matéria da revista Época sobre o curso de coach oferecido por Heloísa Bolsonaro, esposa de Eduardo Bolsonaro. Ele disse que a matéria "ultrapassou certos limites éticos" - sic. 

A reportagem da revista Fórum destaca que o "jornalista João Paulo Saconi dá detalhes sobre um mês de sessões de coaching online sobre autoconhecimento feitos com Heloísa. Citando Olavo de Carvalho e outros nomes amados pela direita, Heloísa apresenta Eduardo como um de seus “cases de sucesso”. 

A matéria relata que Moro se denominou como um “grande defensor da liberdade de expressão e da imprensa” antes de criticar a reportagem. Em seu Twitter, ele disse que a matéria “ultrapassou certos limites éticos” e prestou “solidariedade” para Eduardo e Heloísa Bolsonaro.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]