Jornalões do PIG esconderam a notícia da juíza que copia e cola


O excesso de plágio da juíza Hardt

"Gabriela copia e cola sentenças, como fez com o caso do sítio, copiando a sentença de Sergio Moro para a condenação de Lula no caso do tríplex", diz o colunista Moisés Mendes. Mas ele lembra que "os jornais esconderam a notícia em cantos de página e que se copiassem e colassem dos sites e blogs ditos alternativos, teriam a notícia com destaque em suas capas

15 de novembro de 2019 | POR MOISÉS MENDES

Jornalista em Porto Alegre, ex-editor especial de Zero Hora

Tente achar em algum cantinho dos grandes jornais a notícia da decisão do TRF4 de anular uma sentença da juíza Gabriela Hardt.


A sentença não vale nada, porque é um plágio, segundo os desembargadores.

Não é do caso do sítio de Lula, mas de um processo de desvio de verbas no Paraná, mas a situação é a mesma.

Gabriela copia e cola sentenças, como fez com o caso do sítio, copiando a sentença de Sergio Moro para a condenação de Lula no caso do tríplex.

Os jornais esconderam a notícia em cantos de páginas. Se copiassem e colassem dos sites e blogs ditos alternativos, teriam a notícia com destaque em suas capas.

Aviso aos jornais acovardados com o bolsonarismo: copiem e colem a verdade.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]