Randolfe anuncia ação contra Bolsonaro, que confessou o crime de obstrução judical no caso Marielle


(Foto: Geraldo Magela/Agencia Senado)

"Isto se trata de um crime Gravídsimo de obstrução à justiça. Eu e o deputado Alessandro Molon. líderes da oposição no Congresso Nacional, na segunda representaremos contra o Presidente da República por este crime. Com a palavra a PGR e o STF", disse o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

2 de novembro de 2019

A confissão do crime de obstrução judicial por Jair Bolsonaro, no caso que envolve o brutal assassinato da ex-vereadora Marielle Franco, poderá ser punida se o Brasil efetivamente quiser mostraer que ainda tem instituições dignas do nome. Nesta tarde, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) anunciou que ele e o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), líderes da oposição, representarão contra Bolsonaro, que disse ter acessado as gravações do condomínio Vivendas da Barra, que poderiam envolver sua família, ligada às milícias do Rio de Janeiro, no assassinato de Marielle. Confira o anúncio feito por Randolfe no Twitter:


Isto se trata de um crime Gravídsimo de obstrução à justiça. Eu e o deputado ⁦@alessandromolon⁩ líderes da oposição no CN, na segunda representaremos contra o Presidente da República por este crime. Com a palavra a PGR e o STF.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]