Clima entre Sergio Moro e Jair Bolsonaro azedou de vez


(Foto: Orlando Brito)

Fotos do jornalista Orlando Brito feitas nesta quarta-feira 18 deixam claro que o clima entre Sergio Moro e Jair Bolsonaro azedou de vez, agora que o megaesquema de corrupção do clã Bolsonaro foi revelado; denúncia do MP-RJ revela que Jair Bolsonaro empregou parentes como fantasmas no gabinete do filho e que estes repassavam os salários para Fabrício Queiroz, que depois bancava despesas da família

19 de dezembro de 2019

Fotos tiradas nesta quarta-feira 18 pelo jornalista Orlando Brito, durante cerimônia em que a Secretaria de Comunicação do Palácio Planalto apresentou campanha de divulgação de propaganda nas mídias regionais com feitos do governo, deixam claro que o clima entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e Jair Bolsonaro azedou de vez, agora que o megaesquema de corrupção do clã Bolsonaro foi revelado.

Denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro revela que Jair Bolsonaro empregou parentes como fantasmas no gabinete do filho e que estes repassavam os salários para o então assessor Fabrício Queiroz, que depois bancava despesas da família. O MP suspeita que 74 funcionários de Flávio Bolsonaro repassaram cerca de R$ 2 mlhões para Queiroz. Nesta quinta-feira, Bolsonaro chamou o caso de "problema pequeno" e depois tentou mudar de assunto.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor