Sérgio Moro é "ministro de garantias" de Queiroz e de familiares de Jair Bolsonaro, diz Paulo Pimenta


(Foto: GUSTAVO BEZERRA | Reuters)

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) ironizou o ministro da Justiça, Sérgio Moro,que vem crticando a criação da figura do juiz de garantias

28 de dezembro de 2019

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) ironizou a postura ministro da Justiça, Sérgio Moro, em torno da criação da figura do juiz de garantias, alvo de duras críticas por parte do ex-juiz.

“Moro diz que Juiz de Garantias é inviável. Na cabeça dele, juiz de garantias é o que ele foi para Palocci, FHC, Eduardo Cunha, etc. Agora ele é ministro de ‘garantias’, pro Queiroz, Flávio B., Michele B., Jair B., Adriano N., etc. Moro é jagunço de Milicianos e nunca foi Juiz”, postou Pimenta em sua conta no Twitter. Em referência ao chamado “caso Queiroz”, que coloca o senador Flávio Bolsonaro (sem partido) no centro de um escândalo de lavagem de dinheiro e envolve outros familiares de Jair Bolsonaro, além de ex-assessores. 

Na última sexta-feira (27) Moro usou o Twitter para criticar a sanção da criação da figura do "juiz das garantias", prevista no pacote anticrime. "Leio na lei de criação do juiz de garantias que, nas comarcas com um juiz apenas (40 por cento do total), será feito um 'rodízio de magistrados' para resolver a necessidade de outro juiz. Para mim é um mistério o que esse 'rodízio' significa. Tenho dúvidas se alguém sabe a resposta", escreveu Moro em sua conta na rede social.

Confira a postagem de Paulo Pimenta sobre o assunto.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor