2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 23 de outubro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.388

Bolsonaro atira o filho Flávio aos leões: se errou, é pau



Apesar das evidências robustas de que o gabinete do filho foi usado para desviar salários de funcionários para a rachadinha, Jair Bolsonaro criticou, em live no Facebook, a operação que atinge sua família e 'pessoas inocentes'. "Se errou, pau. Mas não precisar quebrar sigilo de um monte de gente", completou

4 de janeiro de 2020 

Jair Bolsonaro criticou os processos que envolveu seu nome e o de seu filho Flávio Bolsonaro - no caso da rachadinha, que tem como alvo o ex-assessor Flávio Queiroz - e afirmou, como se não devesse nada sobre os casos: "se errou, é pau". "Mas não precisa quebrar sigilo de um monte de gente inocente", completou. 

Ele live no Facebook, ele voltou a acusar o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, de direcionar a investigação do Ministério Público do Estado para lhe atingir, uma vez Witzel "quer ser presidente". "Isso é uma armação que vem lá do governo do Rio de Janeiro. Ele quer ser presidente da República, então quer me destruir, tudo faz para derrubar a gente". "O Flávio é um instrumento para chegar a mim", disse ainda. 

Sobre críticas de que teria articulado para "trancar o processo" durante as eleições, respondeu: "Se eu pudesse armar, eu teria cancelado, anulado". "Se o Flávio for absolvido hoje, vão falar que eu interferi", afirmou. Para ele, o processo "está todo contaminado" na primeira instância.

Bolsonaro comentou ainda sobre o caso que envolve seu nome na investigação da morte da vereadora Marielle Franco. "Eu duvido que essa história seja verdadeira", declarou, sobre o depoimento do porteiro, que contou ter ligado para sua casa a fim de liberar a entrada de um carro de um dos suspeitos de envolvimento no assassinato. "Ele não falou por livre e espontânea vontade dele". "Qual interesse eu teria com a Marielle? Interesse zero. Nunca me viram conversando com ela", afirmou ainda.



0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor