2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quinta-feira 24 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.358

Bolsonaro, o último a saber, reexonera o exonerado “voador”



POR FERNANDO BRITO · 30/01/2020

Jair Bolsonaro demitiu , agora cedo, pelo Twitter, “redemitiu” Vicente Santini, amigo de seus filhos, do cargo de Secretário Especial de Relacionamento Externo da Casa Civil, para o qual havia sido nomeado ontem, depois de ter sido exonerado anteontem da Secretaria Executiva do mesmo ministério, por usar um jatinho da FAB para voar de Davos à Índia, para ficar de “aspone” do presidente.

Será que alguém vai acreditar que o arranjo, costurado pelos filhos de Bolsonaro, foi feito sem que o pai tenha dado carta branca apara realocarem o amigo?

Na coluna de Vado Cruz, no G1, descreve-se em detalhes como foi o acerto, avalizado pelo presidente:

Os filhos do presidente Eduardo e Flávio Bolsonaro, amigos de Santini, intercederam em favor dele. Foi lembrado que Santini, durante a campanha, chegou a conseguir segurança extra para a mulher de Bolsonaro, Michelle – intermediada por um irmão de Santini em São Paulo.

Os defensores do ex-secretário afirmam ainda que ele errou, mas não agiu de má-fé, e que sempre foi muito leal ao governo Bolsonaro. Essa linha de pensamento, encampada pelos filhos, venceu a discussão no governo.

No cargo de “número 2” da Casa Civil, de natureza especial, Santini recebia um salário bruto de R$ 17.327,65 mensais. No novo cargo, de categoria DAS 102.6, a remuneração prevista é de R$ 16.944,90 (R$ 382,75 a menos).

Em nota, a Casa Civil declarou que “o presidente [Bolsonaro] e Vicente Santini conversaram, e o presidente entendeu que o Santini deve seguir colaborando com o governo”.

Essa turma é amadora até para fazer maracutaias, deus meu!

Agora, perguntinha que a imprensa não faz: onde está o ministro Ônyx Lorenzoni? Será que suas férias incluem desligar o telefone? Será que o seu gabinete faz tudo sem falar com ele?

Perdeu uma boca rica com a retirada do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), algo tão saboroso que foi criado, no Governo Temer, por ninguém menos que Wellington Moreira Franco…

Alguém pode explicar o que uma coisa tem a ver com a outra?


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor