Filme de Petra faz golpe contra Dilma repercutir no mundo



A indicação ao Oscar do documentário brasileiro Democracia em Vertigem virou notícia no mundo e mostra como o impeachment da presidente Dilma Rousseff pôs em evidência a polarização política no maior país da América Latina

14 de janeiro de 2020

Artigo de Mauricio Savarese no AP News sobre  o documentário Democracia em Vertigem assinala que a cineasta de 36 anos, Petra Costa, usa sua história pessoal para argumentar que a democracia brasileira está em risco após o fim abrupto dos governos liderados pelo Partido dos Trabalhadores entre 2003 e 2016. 

"Com o afastamento de Dilma em 2016, seu vice-presidente conservador, Michel Temer, assumiu o poder e, em 2018, o candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro derrotou o candidato do Partido dos Trabalhadores para conquistar a presidência", diz Savarese.  

"Políticos de esquerda afirmaram que a indicação do filme ao Oscar valida sua interpretação sobre o impeachment de Dilma como um golpe, como Petra Costa sugere".  

O articulista cita a declaração da ex-presidente Dilma sobre o filme de Petra Costa: "A história do golpe de 2016 que me afastou da presidência por meio de um impeachment fraudulento tomou conta do mundo", disse Dilma em comunicado. "O filme mostra como minha remoção do poder - e a mídia venal e as elites políticas e econômicas brasileiras atacaram a democracia neste país - resultou na ascensão de um candidato de extrema direita em 2018", complementa Dilma. 

Mauricio Savarese também destaca a declaração do ex-prwsidente Lula: "O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que recentemente foi libertado da prisão, elogiou Costa no Twitter pela 'seriedade com que ela narrou esse importante momento de nossa história' ". E que "A verdade prevalecerá".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor