Globo nunca perdeu tantos jornalistas como em 2019


Globo apela mais uma vez para que Bolsonaro tente ser presidente

Para a concorrência, a Globo perdeu André Azeredo (Record), Monalisa Perrone e Philipe Siani (CNN Brasil). Entre os contratos encerrados estão Cris Dias, Glenda Kozlowski, Ivan Moré, Léo Bianchi, Rodrigo Alvarez, Fernando Rocha e Mariana Ferrão

1 de janeiro de 2020

"A Globo fecha 2019 com saldo recorde de perdas no time de jornalistas. A coluna contou pelo menos 17 nomes só entre figuras do vídeo. Além dos casos de aposentadoria, como Alexandre Garcia, Sérgio Chapelin, Márcio Canuto, Reginaldo Leme e Sandra Passarinho, houve episódios de conflito profissional, como Dony De Nuccio e Mauro Naves. Para a concorrência, a Globo perdeu André Azeredo (Record), Monalisa Perrone e Philipe Siani (CNN Brasil). Entre os contratos encerrados estão Cris Dias, Glenda Kozlowski, Ivan Moré, Léo Bianchi, Rodrigo Alvarez, Fernando Rocha e Mariana Ferrão", afirma a jornalista Cristina Padiglioni, em sua coluna. 

"Embora sejam jornalistas e tenham saído da Globo neste ano, Fernando Rocha e Mariana Ferrão não fazem parte das perdas do jornalismo, ou não diretamente, já que o programa dos dois, Bem Estar, havia sido realocado na área de entretenimento poucos meses antes de acabar de vez", diz ela.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor