2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 28 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.362

Com Prass como destaque, Ceará bate o Oeste nos pênaltis e se classifica na Copa do Brasil


Leandro Carvalho fez o gol do Ceará na partida
(Foto: Israel Simonton/cearasc.com)

O Ceará só conseguiu avançar nas penalidades, batendo o Oeste por 4 a 2 e contando com atuação de destaque do goleiro Fernando Prass

Por: LUCAS MOTA | 19/02/2020

Classificação sofrida para a terceira fase da Copa do Brasil. Empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, defesa de Fernando Prass de pênalti irregular marcado pela arbitragem, um jogador a menos e falhas do zagueiro Luiz Otávio. O Ceará só conseguiu avançar nas penalidades, batendo o Oeste por 4 a 2 e contando com atuação de destaque do goleiro Fernando Prass, na noite desta quarta-feira, 19.

O Alvinegro do Porangabuçu garante a vaga para a terceira fase após jogo complicado. Parecia que seria uma partida fácil para o Vovô, quando Leandro Carvalho abriu o placar aos sete minutos do primeiro tempo. Na sequência, o escrete comandado por Enderson Moreira se mostrou confortável. Até demais. O time controlou a posse de bola, mas não transformou o domínio em efetividade.
  
O Oeste, que se mostrou apático com a desvantagem no placar, só foi reagir na reta final do primeiro tempo, quando começou a subir as linhas de marcação e incomodar os cearenses. A pressão da saída de bola deu resultado diante da falha de Luiz Otávio. O zagueiro foi desarmado por Bruno Paraíba na entrada da área, que serviu para o companheiro De Paula empatar o duelo.

No segundo tempo, os paulistas voltaram melhor e criando as melhores chances no início da etapa. Fernando Prass evitou a virada em defesaça do chute cruzado de Matheus Oliveira aos cinco minutos. Logo depois, o Oeste chegou a balançar as redes, mas o árbitro apitou impedimento.

O jogo se desenhava de forma equilibrada e morna. As duas equipes tentavam criar suas jogadas, mas sem brilho ofensivo. Foi quando veio o lance polêmico da partida, que acabou prejudicando o Ceará de forma direta. O árbitro Rodrigo Dalonso assinalou pênalti após falta de Klaus e ainda expulsou o zagueiro. Entretanto, as imagens da transmissão mostraram que o atacante Bruno Paraíba foi derrubado fora da área.

Na penalidade, Fernando Prass salvou o Vovô mais uma vez de sofrer a virada ao defender a cobrança de Bruno Paraíba. Na sequência, Enderson Moreira lançou a campo Eduardo Brock no lugar de Vinicius para recompor o sistema defensivo. Anteriormente, o treinador já havia promovido duas mudanças: Baxola e Bergson entraram nos lugares de Rogério e Sobis.

Apesar de um a menos, o Ceará manteve o duelo travado com o Oeste, sem grandes sustos. Antes do apito final, o Vovô chegou perto de ampliar o marcador com Bergson, mas o centroavante desperdiçou após assistência de Charles.

Como o empate persistiu, o confronto precisou ser decidido nas penalidades. Prass voltou a protagonizar a peleja ao defender uma das cobranças. O Oeste ainda desperdiçou outra no travessão. o Ceará converteu as quatro cobranças e carimbou a classificação.

Penalidades:

Ceará
1 - Bergson - converteu
2 - Samuel Xavier - converteu
3 - Eduardo Brock - converteu
4 - Felipe Baxola - converteu

Oeste
1 - Roberto - converteu
2 - De Paula - converteu
3 - Alyson - desperdiçou
4 - Mantuan – desperdiçou


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor