Damares a do ‘Jesus na goiabeira’, mente na ONU e diz que seu discurso irritou a esquerda


Damares Alves; bandeira da ONU
Damares Alves; bandeira da ONU (Foto: ABr | Reprodução)

Ao contrário do que a realidade mostra, ela disse que o governo de Bolsonaro protege a Amazônia, os povos indígenas e a população LGBT
25 de fevereiro de 2020


Da revista Fórum – A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, compartilhou em suas redes sociais nesta segunda-feira (24) um trecho de seu discurso na abertura do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, alegando ser uma fala que “irritou a esquerda”.

No vídeo, a ministra diz que o governo de Jair Bolsonaro protege a Amazônia, os povos indígenas e a comunidade LGBT. Segundo ela, tudo isso nunca foi feito com tanto cuidado como agora e que o atual presidente recebeu um país “debilitado” pela corrupção.

O governo do ex-capitão, no entanto, vai na contramão do que a ministra defendeu na ONU. Um dos projetos de Bolsonaro, por exemplo, autoriza a mineração, pecuária, construção de hidrelétricas, prospecção de petróleo e gás, agricultura, e até turismo nas terras indígenas. Ainda, de acordo com o texto, indígenas deverão ser consultados sobre o projeto, mas não terão poder de veto. O projeto foi visto como um grave ataque aos direitos dos povos indígenas.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor