Adriano da Nóbrega, herói de Bolsonaro, tinha contas pagas por milícia


Adriano Magalhães da Nóbrega e Jair  Bolsonaro
Adriano Magalhães da Nóbrega e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | REUTERS/Adriano Machado)

Material apreendido no escritório de um dos responsáveis pelas finanças da milícia, revela que contas de Adriano da Nóbrega, condecorado pelo clã Bolsonaro como herói, eram pagas pela facção criminosa

11 de março de 2020

Reportagem da Folha de S.Paulo informa que o ex-policial Adriano da Nóbrega, morto em 9 de fevereiro na Bahia, chamado de herói pelo presidente Jair Bolsonaro e ligado ao gabinete de seu filho Flávio, tinha suas contas pessoais e de familiares pagas por membros de uma milícia.

A revelação consta em documentos apreendidos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

O herói do clã Bolsonaro esteve foragido por mais de um ano até o mês passado, quando foi morto durante uma operação policial na Bahia.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor