"Chegou a hora de pôr fim à angústia de Bolsonaro e de lhe dar o impeachment"


Reinaldo Azevedo e Jair Bolsonaro
Reinaldo Azevedo e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Reuters)

"Chegou a hora de pôr fim à angústia de Bolsonaro e de lhe dar o impeachment", escreve o jornalista Reinaldo Azevedo em sua coluna desta sexta-feira na Folha de S.Paulo

27 de março de 2020

"O presidente Jair Bolsonaro busca desesperadamente o impeachment. Nem ele sabe disso. Já escrevi a respeito no meu blog. Trata-se de uma fantasia narcísica da qual, obviamente, ele não tem consciência", escreve Reinaldo Azevedo.

"Um dado puramente técnico: na minha conta, ele já cometeu 10 crimes de responsabilidade, com 15 agressões à lei 1.079. Na leitura desta Folha, foram 15 crimes autônomos. Tanto faz. Para sustentar uma denúncia, basta um. O único seguro do governante, nesse caso, é impedir que se forme uma maioria qualificada de dois terços da Câmara em favor do impeachment. Com 342 deputados, já era! Não será o Senado a segurá-lo".

"As ruas decidirão a sorte de Bolsonaro, mesmo essas enclausuradas nas sacadas e janelas. A canção de resistência do Brasil, a 'Bella Ciao' destas plagas, entre 20h e 20h30, tem outro refrão: “Fora Bolsonaro”, sem vírgula. O comportamento do presidente na crise do coronavírus está transformando essas duas palavras numa divisa civilizatória".


1 comentários:

Afonso Schroeder. disse...

'Paz com normalidade no Brasil deposição do "Bozó" e Moro o criminoso comprovado pela INTERCEPT a meses é descumpridor da CF/88, mentiroso cadeia já a Moro.

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor