2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quarta-feira 23 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.357

Depois da palhaçada de domingo, Bolsonaro e ministros aparecem em nova cena patética concedendo coletiva de imprensa todos de máscara



Em coletiva de imprensa três dias depois de cumprimentar manifestantes, descumprindo orientações médicas, e de chamar a pandemia de “histeria”, Jair Bolsonaro aparece de máscara e diz novamente que a mídia “potencializou” a crise

18 de março de 2020

Em uma nova cena patética, principalmente para quem comanda o País em meio a uma pandemia, Jair Bolsonaro concedeu entrevista coletiva de máscara nesta tarde, ao lado de vários ministros - também vestindo máscara - e disse que “todos saberíamos que o vírus chegaria”.

A declaração é feita três dias depois de ele ter descumprido recomendações médicas e cumprimentado, no último domingo, manifestantes que foram às ruas em defesa de seu governo contra as instituições. Sobre os atos, ele voltou a dizer que não os convocou e defendeu sua legitimidade.

Criticou ainda o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, elogiou a CNN Brasil e voltou a atacar a jornalista Vera Magalhães, chamando-a de inconsequente. Dias após também de ter chamado a crise do coronavírus de “histeria”, hoje ele voltou a dizer que a mídia “potencializou” o tema.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor