Partidos de oposição se unem e irão ao STF por afastamento de Bolsonaro


Jurista Eugênio Aragão e Jair Bolsonaro
(Foto: Brasil247 | Twitter)

PT, PDT, PSB, PCdoB, PSOL, Rede e PCB alegam que Jair Bolsonaro colocou em risco a saúde da população. A ideia é do ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão e, se aprovada pelo STF e pela Câmara, a denúncia leva ao seu afastamento por 180 dias

30 de março de 2020

Sete partidos de oposição ao governo federal se uniram e decidiram ir ao Supremo Tribunal Federal apresentar uma queixa-crime contra Jair Bolsonaro. O motivo: o presidente colocou em risco a saúde da população ao descumprir recomendações médicas no combate à pandemia de coronavírus.

De acordo com reportagem do Estado de S.Paulo, a ideia é do ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão e foi aprovada na reunião dos partidos realizada na manhã desta segunda-feira.

Se aprovada pelo STF e pela Câmara, a denúncia leva ao afastamento do presidente por 180 dias. A proposta será avaliada ainda pelos departamentos jurídicos das legendas antes de ser formalizada. 

“O objetivo, segundo pessoas que participaram da reunião, é apresentar uma alternativa a setores do Centrão que querem a saída de Bolsonaro, mas são contra o impeachment por considerar que, além de demorado, o processo paralisaria o Congresso no momento em que precisam ser votadas medidas de urgência no combate à pandemia”, diz a reportagem.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor