2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 29 de setembro de 2020 - Ano: XII - Edição: 4.363

Jair Bolsonaro já não governa mais o Brasil, diz Luis Nassif


Luis Nassif e Jair Bolsonaro
Luis Nassif e Jair Bolsonaro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABR)

"Os sinais de que Jair Bolsonaro não mais governa estão nítidos. É um fato que muda totalmente o jogo político", considera o jornalista Luis Nassif, enfatizando que Bolsonaro tem apenas dois instrumentos de exercício do poder: o acesso a rede nacional para pronunciamentos; e a rede de fake News do gabinete do ódio

29 de março de 2020

O jornalista Luiz Nassif, do site GGN, avalia que Jair Bolsonaro dá claras demonstrações de que não está mais no comando do país.

"Os sinais de que Jair Bolsonaro não mais governa estão nítidos. É um fato que muda totalmente o jogo político", considera o jornalista em sua coluna deste domingo (29).

Entre os elementos que sustentam a tese, Nassif cita o poder militar. "No dia seguinte ao pronunciamento de Bolsonaro, conclamando o fim da quarentena, o comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, falou para a tropa, recomendando a quarentena e enfatizando que respondia ao Ministro da Defesa e às autoridades da Saúde", enfatizou ele, reforçando que "tem-se o descontentamento do Alto Comando com Bolsonaro".

Nassif destaca ainda que Bolsonaro tem apenas dois instrumentos de exercício do poder de Presidente: o acesso a rede nacional para pronunciamentos; e a rede de fake News do gabinete do ódio.

"Fosse um grupo minimamente racional, os Bolsonaros recolheriam as armas e tentariam se recompor para um novo confronto mais adiante. Mas são toscos demais. Acuados, tenderão a dobrar a aposta. Haverá inevitavelmente o choque final, no qual os Bolsonaro tentarão envolver bases das Polícias Militares, os caminhoneiros ligados a ele (que não são maioria na classe) e mais grupos aliados, já esvaziados", conclui.

Confira a íntegra do artigo no site Jornal GGN


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor